,

Como saber se posso confiar em uma marca de roupas?

maio 23, 2019

Como saber se posso confiar em uma marca de roupas anadodia ana do dia marcas para cofiar moda consciente

     Essa semana tivemos mais um escândalo envolvendo uma marca de roupas. A Três, marca carioca com mais de seis anos no ramo, foi acusada por funcionários e ex-funcionários de racismo, gordofobia e assédio moral (clique aqui para conferir a matéria completa da UOL sobre o caso). Infelizmente, essa não é a primeira e nem será a última grife acusada de algo do tipo, por isso cabe a nós, consumidores, cobrar um posicionamento das marcas e escolher para quem vai o nosso dinheiro. Mas com tanta gente desonesta, como saber em qual marca posso confiar?

Leia também:
Como ganhar dinheiro com roupas que você não usa mais?
5 dicas para gastar menos e comprar mais

Como saber se posso confiar em uma marca de roupas anadodia ana do dia marcas para cofiar

Como saber se posso confiar em uma marca de roupas?

     Antes de tudo, vamos entender o conceito de moda consciente:
"Apesar de ser muito parecida com moda sustentável, essa classificação envolve os consumidores que buscam artigos que rendam um bom diálogo, e não só se preocupam com quais materiais as roupas, sapatos ou acessórios foram feitos. Os adeptos da moda consciente são aqueles que procuram comprar roupas que foram feitas para durar mais tempo do que o usual, evitando um descarte muito rápido das peças. Além disso, eles se interessam pelo processo de produção, afim de saber se este prejudica o meio ambiente, os animais, a sociedade como um todo etc." (Fonte: Amini moda)

     Ou seja, antes de investigar a marca que você consome, repense a sua forma de consumo. Foi o que eu fiz há anos atrás. Se pergunte "será que eu estou fazendo o meu melhor para prolongar a vida útil da peça e evitar o desperdício?", "há necessidade em comprar roupa com a frequência que eu compro?" e ainda "o que posso melhorar no ciclo das minhas roupas?". Primeiro, entenda a sua rotina de consumo. E então partimos para o próximo passo.  

Como saber se posso confiar em uma marca de roupas anadodia ana do dia marcas para cofiar (2)

     Vivemos em uma era de consumismo, lojas e mais lojas precisam adotar um sistema de produção veloz para suprir as necessidades do comércio. Por isso tem se tornado tão comum esbarrar em marcas que adotam jornadas de trabalho abusivas e práticas que agridem diretamente o meio ambiente (seja na matéria prima ou no descarte). Além disso ainda temos casos como o da marca Três, com práticas carregadas de preconceitos e abusos. Percebe em quanta coisa precisamos ficar de olho? Quanta coisa é preciso cobrar das marcas?

      E no meio de tanta marca, promoção, propaganda e comércio, como saber em quais marcas confiar?
  • Produtores pequenos. Costureiras, cooperativas ou marcas pequenas são sempre uma ótima. Além de apoiar o comércio local, ainda é mais fácil conhecer os ideais de empresas menores, pois elas estão mais abertas à conversar com o público.
  • Questione. Se você está em dúvida, questione, pergunte, seja a chata! Se a empresa não tiver nada a esconder, não haverá problema em conversar com você sobre os processos de produção. Mas se você sentir resistência, pode ser um péssimo sinal. 
  • Diversidade importa. A gente já sabe que não existe isso de padrão de beleza (ou pelo menos, não deveria existir), por isso, é um ótimo sinal quando a marca aposta em modelos diversos, de diferentes cores, tamanhos e sexos. 
  • Quem é o rosto da marca? Sabe aquela campanha incrível que tem como garota propaganda aquela cantora famosa? Pois bem, você concorda com os ideais dela? Com a arte que ela faz? Esse não é um dos fatores mais significantes, mas é uma boa ficar de olho nisso. Você compraria de uma marca cujo garoto propaganda foi acusado de bater na namorada? Eu não. As marcas costumam fechar contratos com pessoas que compartilham dos mesmos ideais (e vice e versa). Isso vale para influenciadores também, ok?
  • Apoie marcas que falem sobre o assunto. Diversas marcas tem se pronunciado nos últimos anos e falado abertamente sobre o assunto. A C&A, por exemplo, tem abordado muito o tema moda sustentável e desenvolveu uma série de projetos que visam aumentar a vida útil das peças. Pesquise se a sua marca favorita faz algo relacionado e apoie isso!
     Ainda vale lembrar, em casos de denúncia, como o que aconteceu essa semana, servem para nos alertar sobre o que consumimos e como consumimos. É importante sim conhecer todo o processo de fabricação do que usamos. Torço pra que um dia esse processo seja limpo e transparente. 

Você também vai gostar

0 comentários

Obrigada pela visita!
Já que chegou até aqui, deixe seu comentário e me conta o que você achou do post! ♥

ASSINE A NEWSLETTER

E conheça outras dicas para gastar menos e se vestir melhor

Popular Posts

Pinterest

Facebook