18 outubro 2016

Valle Nevado ou Farellones, qual a melhor opção?


     Uma das coisas mais legais sobre a viagem ao Chile foi, sem dúvida, ter conhecido neve. Pra quem mora em terras brasileiras, que já se enrola no cobertor quando o termômetro marca  19ºC, esse frio todo é coisa de filme de Natal, né? A menos que você more no Sul.
     Confesso que, de todos os passeios que fizemos (e você pode conferir tudo clicando no botão 'Santiago' aqui na barra lateral), visitar o Valle Nevado era o que me deixava mais ansiosa. Logo quando resolvi comprar a viagem (que inicialmente seria em maio), nós conversamos e avaliamos bem a possibilidade de visitar o país fora da temporada de inverno. Mas, típico de quem cresceu assistindo Disney Channel, ver a neve cair estava no meu top 10 de sonhos a realizar. Por isso, escolhemos ir em junho, início da temporada de esqui no Valle. 


     Por lá existem duas estações de esqui famosas: Valle Nevado e Farellones. São também as mais próximas de Santiago, então é pra lá que todo turista vai. Como são pertinho da cidade, chegamos lá com pouco mais de uma hora de viagem. Fechamos o pacote com a Ponto Tur, uma agência que fica bem no meio do Mercado Central de Santiago. Procurei contato, facebook, qualquer coisa, mas não encontrei nada. Procuramos em algumas agencias, mas lá foi o mais barato que encontramos. A viagem de ida e volta do Valle Nevado e Farellones saía $20 mil pesos chilenos por pessoa, quase R$100. O ônibus ou van vai te pegar no hotel no horário marcado e na viagem, como nós, você vai acabar fazendo amizade com algum brasileiro no ônibus.
     Vale lembrar que nenhum brasileiro é preparado para o frio de lá. E no caminho, o ônibus para em uma loja de aluguel de roupas e equipamento de esqui. A brincadeira saiu cara, já que lá pagamos mais $30 mil pesos cada um (sem equipamento de esqui). Alugamos a roupa completa: sapato, calça, jaqueta, luva e óculos. Mas pensando bem, acho que fomos turistas demais e exageramos. Minha roupa não era a prova de neve ou água (soubemos disso nesse post aqui), por isso valeu a pena o aluguel completo. Já o Gustavo, usava uma jaqueta impermeável, mas o atendente da loja nos convenceu de que não era boa o suficiente. Era boa sim senhor, testamos depois, poderíamos ter economizado uma grana.
     Já percebeu que gastamos $100 mil pesos nessa história? Sim, é caro. Quase R$500 na cotação atual. Mas quando na vida eu ia ver neve? E ai você me pergunta "mas Ana, minha roupa precisa mesmo ser a prova d'agua?", e olha, não sei você, mas a primeira coisa que fizemos quando vimos a neve foi uma bela guerra de neve. Aliás, fizemos várias. Voltaríamos encharcados e congelados caso nossa roupa não fosse apropriada.


     Farellones é a primeira estação. E sério, é LINDA! É cheia de chalés em volta, imagina que delícia deve ser uma casinha com lareira ali? De acordo com o motorista, ficaríamos cerca de duas horas em Farellones e depois seguiríamos para o Valle Nevado, um pouco acima na montanha. A estação oferece atividades como esquibunda, teleférico, pista de esqui e snowboard, claro, e etc. Tem até trenó puxado por cachorro! Nós entramos no parque? Claro que não. Eu mal sei ficar em pé normalmente, que dirá gastar uma grana pra cair a cada três segundos. Não obrigada. Mas, os preços praticados por lá você encontra por aqui. No geral, já adianto que Farellones é bem mais barato. E conhecemos um pessoal que esquiou por lá, eles amaram. É também a melhor opção para os iniciantes na prática, já que as descidas não são tão ingrimes.
     Do lado de fora do parque tem um restaurante bem gostosinho. Comemos hambúrguer e bebemos chopp com a vista incrível da foto! Também encontramos um campo aberto com MUITA neve. parecíamos duas crianças, de verdade.


     Valle Nevado é mais caro, mas possui uma infra estrutura muito melhor. Enquanto Farellones é mais rústica, com cercas e recepção de madeira, o parque Valle Nevado tem até estacionamento. O lugar é, na verdade, um resort.  E, mesmo se você não pagou entrada e só está lá de curioso, tem um grande banheiro à disposição. Tudo no Valle é mais caro. TUDO. Desde comida até as atividades.
     Para esquiar, o Valle é o lugar favorito. O pessoal se hospeda no resort para passar a semana esquiando. Pra quem manja, o lugar deve ser um paraíso. Para nós, um casal que já estava contando as moedas para sobreviver bem até o último dia da viagem, restou brincar na neve. Como não entramos, ficamos sentados no estacionamento. Sentamos na neve mesmo e ficamos admirando o pessoal esquiando lá em baixo. Os preços do Valle estão aqui.


     Mas, o lugar mais lindo da viagem era esse aqui. Um campo (tá, praticamente a beira de um precipício) que o Gustavo encontrou atrás do restaurante, entre as duas estações de esqui. Na volta o motorista do ônibus parou em um restaurante pra que o pessoal pudesse almoçar (eles ganham comissão por isso, claro). Como já tínhamos almoçado, resolvemos aproveitar o finzinho do passeio pra ficar na neve e encontramos esse lugar lindo. Ponto alto do dia, sem dúvida nenhuma. Não sei o nome do lugar, nem do restaurante, mas foi umas das vistas mais lindas de toda a viagem.
     Você pode conferir todos os vlogs da viagem aqui. E anota aí, a temporada de neve na região é  de junho até início de outubro. 

3 comentários

  1. Nossa que lugar lindo
    Beijinhos
    CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderExcluir
  2. Ai que sonho!!!! Por mim só em ver a neve já basta hahah, amei as fotos ♥
    www.desencana.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Já que chegou até aqui, deixe seu comentário!
Se me seguir, me avise. Retribuirei com o maior carinho! ♥